Costa Rica: Os crimes que marcaram a história e ainda geram comentários

Segurança gazetacrnews em 19 de março, 2017 15h03m
Facebook Twitter Whatsapp

Corpo do fazendeiros José Lopes encontrado na zona rural do município.Foto: Khayron Rodrigues/Arquivo.

Vários crimes na história da cidade de Costa Rica. Crimes como a morte de mãe e filha ocorrido há mais de 16 anos - Dona Alcidia e sua filha Cleuza que foram mortas cruelmente. A morte estúpida do fazendeiro José Lopes e outros assassinatos  que coloca a cidade num cenário não muito confortável. 

Da Redação - A cidade de Costa Rica se constitui como uma das melhores para se morar em Mato Grosso do Sul. Nos últimos dezesseis anos de administração pública, as avaliações são de regular para bom - e, quem chega a cidade vizualiza uma certa tranquilidade. Mas, fazendo uma "volta ao passado e ao presente recente", se verifica que Costa Rica no quisito violência e crimes, há sim um contexto preocupante. 

Podemos relcionar os crimes da morte de mãe e filha - Dona Alcídia e sua filha especial Cleuza, que foram cruelmente assassinadas na própria casa na Vila Nunes. Quem não se lembra do assassinato do comerciante e atleta Luis Yamaschita. Foi morto dentro de um escritório de advocacia, depois de desentendimento comercial. O crime do advogado Nivaldo, que foi morto em um bar - crime esclarecido e se constatou uma ação de pistolagem. O assassinato do fazendeiro José Lopes, que teve o corpo incendado - essa também foi uma morte cruel. Jovens que mataram sem qualquer motivo. A morte do enfermeiro Elias, que foi assassinado com pauladas. Crime também esclarecido. A morte do jovem Banedito no carnaval de 2015, assassinado em pleno Centro de Eventos. O crime da pedreira - enteado que matou o padrasto porque não suportava mais ver a mãe apanhar da vítima. O desaparecimento da jovem Vanessa, e que ainda não foi esclarecido. O assassinato misterioso de Maria Enilde, que foi morta a poucos quilômetros do centro da cidade goiana de Mineiros. A bonita mulher morava no Jardim Novo Horizonte em Costa Rica, e foi vista por volta das 18 horas do dia anterior a sua morte. Crime que ainda não foi esclarecido. Ainda há o crime de uma jovem e que teve o corpo encontrado na Av. José Ferreira da Costa, próximo a Fundação Hospitalar. Pode-se relatar o crime na boate da Mumu, ocorrido o ano passado. 

Alguém pode dizer, que tudo isso é normal em qualquer cidade em crescimento, mas, ninguém pode omitir que são acontecimentos que mostra que a cidade que soma muitos pontos positivos, também convive com os probelmas inerentes as demais urbe. 

Publicidade

Com certeza não relatamos todos os homicidios, e sim os mais comentados e os que de certa forma ganharam destaque na imprensa local. 

O investimento em segurança pública e o combate ao tráfico de drogas é o grande desafio das administrações públicas, e está chegando o momento em que os municípios terão por obrigação legal investir em atividades policiais. Os governos estaduias, que atualmente são os que por força discricionária tem essa função, demonstram incapacidade para esse fim. Não se vê investimentos consistentes nesse setor, pelo menos é o que ocorre em MS, e o tráfico e a criminalidade tem aumentado. 

Publicidade
Compartilhe esta notícia:
Facebook Twitter Whatsapp

Comentários